Tecnologia

Três Lagoas ganha ecossistema local de inovação Vale da Celulose – Jornal A Crítica

wp header logo 1205 Albânia 10

Três Lagoas vai ganhar em junho, durante as comemorações do aniversário de 107 anos do município, o ecossistema local de inovação “Vale da Celulose”. A iniciativa foi construída por meio de um esforço conjunto entre empresas, universidades, institutos, entidades do chamado ‘Sistema S’, representantes da sociedade civil organizada, mecanismos de inovação e integrantes dos governos municipal e estadual.
“A metodologia usada em Três Lagoas surgiu do case de sucesso do Ecossistema de Inovação de Londrina-PR. A partir deste case de sucesso o Sebrae Nacional contratou a Fundação CERTI em Florianópolis (SC), para construir uma metodologia que já foi implementada com sucesso em mais de trinta municípios no Brasil. Aqui nós já fizemos 4 workshops para levantar o que existe de inovação e com informações sobre a vocação econômica e o potencial tecnológico locais, aplicamos a metodologia fazendo os cruzamentos de dados, onde foram estabelecidos os setores estratégicos de atuação do ecossistema”, explica Fábio Taloni, representante do Sebrae.
Ele disse, ainda, que os setores escolhidos em Três Lagoas foram a Cadeia da Celulose/Agronegócio e TIC/ Automação e Eletricidade e que o ecossistema local atuará na produção de inovação e no fomento de pesquisas em universidades e centros de pesquisa. Em Mato Grosso do Sul, há ecossistemas já implantados em Dourados, Chapadão do Sul e Campo Grande.
O nome para o ecossistema de Três Lagoas foi definido pelos integrantes como “Vale da Celulose”, inspirado no “Vale do Silício”, famosa região da Califórnia nos EUA, que é reconhecida como um dos maiores polos de inovação tecnológica do mundo, sede de empresas como Google, Facebook, Netflix, entre outras.
“A implantação de ambientes que estimulem a inovação e a conexão entre empresas e profissionais de tecnologia tiram as ideias do papel, validam essas ideias e conectam produtos ou serviços com investidores em potencial”, reforça Fábio Taloni.
Outro aspecto citado pelos representantes do Vale da Celulose é a implantação de um projeto de lei, que está em processo de desenvolvimento na Câmara dos Vereadores. Os mebros desta governança reforçam que já estiveram no Legislativo e que os 17 vereadores se mostraram inclinados à criarem uma lei destinada ao fomento da Inovação, como já ocorrem em diversos municípios brasileiros. Recentemente o texto enviado ao Legislativo, passou por uma avaliação pelo time da Living Lab de Campo Grande, com importantes contribuições à lei que está sendo desenvolvida em Três Lagoas.
O projeto de lei tem o objetivo de estabelecer as políticas públicas de Ciência, Tecnologia e Inovação, instituindo o Sistema de Inovação, o Conselho de Ciência, Tecnologia e Inovação e o Fundo de Apoio Municipal de Três Lagoas.
O secretário Jaime Verruck, da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), destaca que o intuito do evento é estabelecer o Ecossistema de Inovação da região de Três Lagoas, que é um polo tecnológico criado para o desenvolvimento e fomento de inovação. “Vamos levar em considerando as vocações, potenciais, tendências, os atores envolvidos, e estratégias prioritárias para estabelecer o plano de ação para os próximos 2 anos”, salientou.
Com o ecossistema, os integrantes esperam o surgimento de diversos coworkings e incubadoras empresariais. “A tecnologia e a inovação são imprescindíveis na melhoria da qualidade de vida da população, trazendo avanços na saúde, produtividade e oportunidades para indústrias e empresas no Brasil. Cidades que já possuem o ecossistema de inovação estruturado, apresentam melhor desenvolvimento econômico e mais sustentabilidade”, finaliza.
Conhece o processo para se tornar um doador de órgãos?

source

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.