Tecnologia

Tecnologia, inovação e sustentabilidade foram debatidos no primeiro dia de palestras do Acricorte – O Presente Rural

wp header logo 395 Albânia 10

Uma plateia atenta e interessada acompanhou o primeiro dia de palestras da segunda edição do Acricorte, um dos maiores encontros de pecuária  de Mato Grosso. Programação segue nesta sexta-feira (13), com uma série de palestras e conteúdos técnicos, conhecimento, tecnologia e temas de interesse do setor de bovinocultura.
Publicado em
em
Uma plateia atenta e interessada acompanhou o primeiro dia de palestras da segunda edição do Acricorte, um dos maiores encontros de pecuária  de Mato Grosso, realizado no Cenarium Rural, em Cuiabá. Realizadora do evento, a Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat) , organizou uma programação repleta de conteúdos técnicos, conhecimento, tecnologia e temas de interesse do setor de bovinocultura.
Médico-veterinário e doutor em Zootecnia, José Vasconcelos, o Zequinha
O produtor que participou das palestras teve acesso a um conteúdo técnico diversificado. As palestras abordaram desde o aproveitamento dos co-produtos do boi, passando por técnicas de manejo e como obter pastagens acima da média, apresentadas pelo consultor no assunto, Wagner Pires, até estratégias disponíveis para aumentar os resultados da IATF (Inseminação Artificial em Tempo Fixo), trazidas por José Vasconcelos, o Zequinha.
A programação também incluiu dados do atual cenário econômico do agronegócio no Brasil, o uso da terra no País e no mundo, e como a pecuária brasileira tem lançado mão de técnicas para avançar, aumentando produtividade aliada à sustentabilidade.
Pesquisador da Embrapa Territorial, Evaristo Miranda
De acordo com o pesquisador da Embrapa Territorial, Evaristo Miranda, um dos palestrantes do primeiro dia, Mato Grosso é exemplo de eficiência no agronegócio para o mundo. “O uso da inovação é que torna a agropecuária praticada aqui, e no Brasil como um todo, sinônimo de sustentabilidade e rentabilidade. E temos dados que atestam isso. Os ganhos de produtividade na produção de grãos, entre 1976 e 2019, pouparam 180 milhões de hectares do desmatamento no País”, disse Miranda.
O pesquisador da Embrapa ressaltou ainda que em 32 anos, houve um crescimento no rebanho bovino brasileiro e redução na área de pastagem. “Aumentou 12,8% o rebanho, a produção de carne cresceu 108%, a produtividade subiu 147%, com redução nas áreas de pasto. Isso significa que temos cada vez mais pastagens produtivas e menos pastagens degradadas. Esses números precisam ser amplamente divulgados para o mundo”, frisou.
Falando de carne
Médico-veterinário, mestre e doutor em tecnologia de alimentos, Sérgio Pflanzer
O médico-veterinário, mestre e doutor em tecnologia de alimentos, Sérgio Pflanzer, também reforçou a importância de ampliar cada vez mais o debate em torno do tema carne, seus benefícios, e importância para a economia e sociedade. “A gente tem que conversar, produzir materiais com uma linguagem mais prática e acessível, disseminando informação e ajudando a desmistificar questões, tais como, se a carne faz mal para a saúde, para o meio ambiente, se realmente a carne bovina é a grande vilã do aquecimento global”, reforçou o palestrante.
Pflanzer abordou ainda em sua palestra o aproveitamento dos co-produtos do boi. “Nada se perde. Temos que estar atentos para as oportunidades que existem para os co-produtos que podem ser comercializados, além da carne. Temos um mercado de ração, produtos para Pets, indústria farmacêutica, de cosméticos, que utilizam miúdos, sangue, tendões, orelha, entre outras partes do animal como insumos para sua produção. Isso também pode ser uma fonte de renda”.
Trabalhar com eficiência
Com um tema especializado e técnico, o médico-veterinário e doutor em Zootecnia José Luiz Moraes Vasconcelos, o professor Zequinha, encerrou o ciclo de palestras do primeiro dia do Acricorte 2022 com o tema ‘Estratégias Disponíveis para aumentar os resultados da IATF (Inseminação Artificial em Tempo Fixo). Um dos destaques da sua fala foi: “criador não pode adiar estação de monta, mesmo com vacas de escore ruim”.
Zequinha fez o alerta. “Muito cuidado na decisão de atrasar o início da estação de monta. É melhor ter um resultado inferior esse ano do que inferior nos próximos cinco anos”.
A tecnologia de IATF foi outro ponto amplamente abordado pelo palestrante. A IATF permite inseminar a vaca em um momento predeterminado e permite que aquelas que não estejam no cio possam emprenhar. “É vital otimizar resultados na primeira IATF. Nos últimos anos temos acompanhado o excelente trabalho que vem sendo feito pelos produtores nacionais em termos de genética, e com isso colhendo melhores resultados de precocidade e mais peso”, pontuou Zequinha.
A programação da Acricorte segue nessa sexta-feira (13), confira aqui.
Sistema Faesc/Senar fortalece pecuária de corte em Santa Catarina 
Palestrantes desfazem mitos e mostram o lado inovador do agronegócio durante Acricorte
Agroceres Multimix apresenta soluções no Acricorte
O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




dez − 6 =


Evento promovido pelo Nucleovet será híbrido e terá cinco módulos com temas atuais do setor. Paralelamente, ocorrerá a 13ª Brasil Sul Pig Fair virtual
Publicado em
em
Gestão de pessoas, sanidade, biosseguridade, gestão da informação, nutrição e reprodução serão os temas que nortearão as palestras do 14º Simpósio Brasil Sul de Suinocultura (SBSS), que ocorrerá entre os dias 16 e 18 de agosto próximo. Paralelamente acontecerá a 13ª Brasil Sul Pig Fair. Os eventos são promovidos pelo Núcleo Oeste de Médicos Veterinários e Zootecnistas (Nucleovet) e serão realizados em Chapecó (SC), com transmissão on-line ao vivo.
Paulo Eduardo Bennemann Sanphar reforca o time das areas tecnicas e marketing fotodivulgacao 1.jpg 1 Albânia 10Reconhecido como um dos principais fóruns de discussão do setor na América Latina, o SBSS terá difusão de conhecimento, interação presencial e virtual, debates atuais e importantes para a suinocultura. O presidente da Comissão Científica, Paulo Bennemann, ressalta que o Simpósio terá a presença de palestrantes com alta expertise nos temas. “Eles debaterão tendências, inovações e o futuro do setor suinícola dentro dos assuntos definidos para cada painel. Serão três dias que proporcionarão muito conhecimento e troca de experiência, trazendo forte conexão com o cenário mundial do segmento”, sublinha.
Bennemann enfatiza que uma equipe com dezenas de profissionais está elaborando os temas das palestras, buscando assuntos técnicos atuais e que tenham aplicabilidade prática. “Esse é o grande diferencial do SBSS: trazer conhecimentos científicos que possam contribuir no dia a dia dos profissionais e das empresas”, ressalta.
LUCAS PIROCA e1641320533144 Albânia 10O presidente do Nucleovet, Lucas Piroca, realça que o SBSS é um evento de natureza científica, com grande capacidade para indicar tendências e atualizar os profissionais envolvidos na cadeia da suinocultura com temas relevantes do setor. “Estamos preparando um ambiente que possibilita interação, com perguntas aos palestrantes e aproveitamento máximo das palestras, tanto para o evento presencial quanto para quem acompanhar virtualmente”.
 
PIG FAIR
A 13ª Brasil Sul Pig Fair reunirá empresas de tecnologia, sanidade, nutrição, genética, aditivos, equipamentos para suinocultura, entre outros. A feira consistirá em um espaço presencial e virtual onde as empresas geradoras de tecnologias apresentarão suas novidades e seus produtos, permitirão a construção de networking e o aprimoramento técnico dos congressistas.
 
Tradicional evento acontece em julho, com a apresentação do Sumário de Touros
Publicado em
em
Após interrupção de dois anos por conta da pandemia de Covid-19, o Seminário Nacional de Criadores e Pesquisadores da ANCP está de volta em formato presencial. O tradicional evento, que será realizado no dia 22 de julho, em Ribeirão Preto (SP), chega à sua 26ª edição trazendo como pauta as inovações e tecnologias do melhoramento genético de bovinos, com foco na sustentabilidade e na qualidade da carne.
Voltado a criadores associados, pesquisadores, técnicos agropecuários, empresas da área de genética, programas de melhoramento genético, associações de raças bovinas, pecuaristas, professores e estudantes de ciências agrárias, o encontro tem como objetivo compartilhar o trabalho produzido por pesquisadores e criadores em prol da evolução da pecuária de corte brasileira.
A primeira palestra será apresentada por Daniel Gianola, professor e pesquisador da Universidade de Wisconsin, em Madison (EUA), e terá como tema “História das Avaliações Genéticas – De Henderson à Avaliação Multiracial.
O painel 1, que aborda temas relacionados ao mercado pecuário e sustentabilidade, contará com o pecuarista e ex-secretário de Produção e Comércio do Ministério da Agricultura, Pedro de Camargo Neto, para falar sobre “Desafios Regulatórios da Pecuária: Ontem e Hoje”.
Roberto Giolo de Almeida, pesquisador da Embrapa Gado de Corte, apresentará a palestra “Incrementos na Produtividade Pecuária de Corte com o Uso de Protocolos de Baixo Carbono”.
Na sequência, o assunto será “Mudança da Demanda do Mercado de Genética da Última Década”, com apresentação de Cristiano Ribeiro, gerente técnico Corte da ABS Pecplan.
No painel 2, cujo tema é a seleção de zebuínos para qualidade da carne, o gerente Global de Tecnologia Bovinos de Corte da Cargill, Pedro Veiga, falará sobre “Desafios para a Produção de Carne de Qualidade no Brasil”.
A palestra de encerramento será apresentada pelo pesquisador da Embrapa Cerrados e 2º vice-presidente da ANCP, Cláudio Magnabosco, com o tema “Seleção Genética para Melhoria da Qualidade da Carne Brasileira”.
Após a série de palestras, haverá uma mesa redonda com discussão em plenário entre os palestrantes e as moderadoras Carina Faria, professora da UFU e diretora técnica da ANCP, e Angélica Pereira, professora da USP Pirassununga.
No encerramento do evento, a ANCP fará o lançamento oficial do Sumário de Touros das raças Nelore, Guzerá, Brahman e Tabapuã – Edição julho/2022.
O evento terá entrada franca e as inscrições deverão ser feitas pelo site www.ancp.org.br/seminarioancp .
Evento é destinado aos profissionais de agricultura, produtores, estudantes e empresas. Será em Maringá. A iniciativa busca minimizar danos por derivas em culturas mais sensíveis.
Publicado em
em
O Workshop Profissional sobre Agrotóxicos, evento destinado aos profissionais de agricultura, produtores, estudantes e empresas, será realizado na próxima semana, entre os dias 08, 09 e 10 de junho, em Maringá, na região Noroeste do Estado. O evento é do IDR-Paraná (Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná – Iapar-Emater), em parceria com a Associação Maringaense de Engenheiros Agrônomos (Amea), Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea), Centro Universitário Uningá e outras entidades.
De forma híbrida o evento poderá ser acompanhado presencialmente ou pelo canal do Instituto no YouTube. Serão três dias de informação sobre como garantir segurança alimentar e ainda reduzir os efeitos da utilização dos defensivos agrícolas no ambiente e na saúde. O uso de agrotóxico de forma correta e racional para evitar danos econômicos ao agricultor e como reduzir impactos nas culturas mais sensíveis, como horticultura e sericicultura, estarão na pauta.
As inscrições para o evento podem ser feitas pelo site do IDR-Paraná. Basta clicar aqui e preencher os dados.
De acordo com o coordenador estadual de fruticultura do IDR-Paraná e um dos organizadores do evento, Eduardo Augustinho dos Santos, uma agricultura mais sustentável, com ciência e tecnologia bem aplicada no campo, é  um anseio de todos. “Essa é uma oportunidade que possibilita troca de informações e transferência de tecnologia. A expectativa para este workshop é alta. A ideia é provocar a discussão sobre o assunto entre os agricultores e empresas para, através deste diálogo, criar mecanismos para alcançar a sustentabilidade”, afirma.
A iniciativa também busca minimizar danos por derivas em culturas mais sensíveis.
Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.
Telefone (45) 3254-1842 | Copyright © 2018 Editora O Presente | Encarregado de Dados – DPO: Flavio Ervino Schmidt – [email protected] – OAB/PR 27.959

source

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.