Tecnologia

EUA, Austrália, Dinamarca e Noruega vão controlar exportações de tecnologias de vigilância – Valor Econômico

wp header logo 393 Albânia 10

Por Valor, Valor — São Paulo
10/12/2021 16h35 Atualizado 10/12/2021
A Casa Branca anunciou que Austrália, Dinamarca e Noruega se unirão aos Estados Unidos numa estratégia para controlar as exportações de tecnologia para governos acusados de usar essas ferramentas para reprimir opositores. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (10), último dia da Cúpula pela Democracia promovida pelo governo Joe Biden.

Canadá, França, Holanda e Reino Unido também apoiarão a iniciativa. Os Estados Unidos já têm tomado medidas contra o uso de tecnologias de vigilância contra os direitos humanos e, no movimento mais recente, incluiu a empresa israelense NOS Group, criadora do programa Pegasus, em uma lista de atenção.
Leia mais:

Em comunicado, os países dizem que “ao longo do próximo ano, nos comprometemos a trabalhar para estabelecer um código de conduta voluntário e não vinculativo para que estados com interesses semelhantes se comprometam politicamente a usar ferramentas de controle de exportação para evitar a proliferação de software e outras tecnologias usadas para permitir abusos dos direitos humanos".

Os países argumentam que “com muita frequência” essas tecnologias de vigilância são utilizadas para perseguir opositores, assediar defensores dos direitos humanos, intimida minorias, entre outros. A ideia dos Estados Unidos e seus parceiros é aplicar critérios de direitos humanos à política e prática de licenciamento de exportação.

source

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.