Tecnologia

Brasil e Israel têm reunião sobre cooperação em ciência, tecnologia e inovação – Governo Federal

wp header logo 572 Albânia 10

Notícias
INTERNACIONAL
Foto: Wesley Sousa – ASCOM/MCTI
O embaixador de Israel no Brasil, Daniel Zonshine, se reuniu na terça-feira (8), em Brasília, com o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, astronauta Marcos Pontes, para uma reunião sobre a cooperação entre os dois países na área de ciência, tecnologia e inovações. A visita também foi uma oportunidade para a apresentação do novo embaixador ao ministro.
A reunião teve início com o agradecimento do ministro pela cortesia da visita e uma breve apresentação da estrutura do ministério, com a presença de secretários do MCTI, de Pesquisa e Formação Científica, Marcelo Morales, e de Empreendedorismo e Inovação, Paulo Alvim, que deram mais detalhes sobre a atuação de suas secretarias.
O ministro falou sobre parcerias em compartilhamento de infraestruturas de pesquisa, citando destacando os temas de segurança hídrica e a necessidade de investir em pesquisas para a agricultura, que pode ser uma área de cooperação com Israel. “Nós temos uma série de projetos na Embrapa e no CNPq e precisamos desenvolver novos institutos de pesquisas agrícolas”, disse o ministro. “Determinei ao CNPq que fossem encorajados o desenvolvimento de bioinsumos”, exemplificou.
Por meio remoto, também participaram o futuro embaixador brasileiro em Israel, Gerson de Freitas, e o presidente da Agência Espacial Brasileira (AEB), vinculada ao MCTI, Carlos Moura. A área espacial teve destaque na reunião. Carlos Moura ressaltou que os país têm muitas características operacionais, especialmente na operação de satélites em órbita baixa, como a Constelação Catarina e em aplicações de observação e monitoramento da Terra.
Cooperação
Brasil e Israel possuem um longo e bem-sucedido histórico de cooperação em ciência, tecnologia e inovações. Em 2019, uma comitiva do MCTI liderada pelo ministro Pontes foi em missão a Israel, quando os dois países firmaram acordo para trabalho conjunto, especialmente nos temas de segurança hídrica e exploração espacial.
A empresa israelense Watergen doou ao Brasil 10 máquinas que transformam a umidade do ar em água, capazes de produzir até 900 litros de água por dia. Com a chegada das máquinas no Brasil, o projeto “Água Atmosférica MCTI”, concebido e planejado pela Secretaria de Pesquisa e Formação Científica/MCTI, foi iniciado com o objetivo de implantar projeto de pesquisa para avaliar o impacto da oferta de água atmosférica na saúde humana no Semiárido Brasileiro. O projeto prevê o desenvolvimento e aplicação de metodologia de avaliação de impacto na saúde humana com base em sete dimensões: sanitária, ambiental, tecnológica, mental, sociocultural, econômica e epidemiológica.
Em 2020, AEB/MCTI iniciou diálogo cooperação bilateral na área espacial, com possibilidade de assinatura de memorando de entendimento. O objetivo desse instrumento é estabelecer as diretrizes para a criação e desenvolvimento de atividades de cooperação entre os países na exploração e uso do espaço exterior para fins pacíficos.
Já em 2021, (MCTI) e o Carasso Science Park, um museu de ciências em Israel, firmaram um memorando de entendimento. O objetivo da parceria entre as duas instituições é estabelecer cooperação na execução de projetos, programas, pesquisas e intercâmbios em áreas de interesse comum.
Entre as possibilidades de cooperação, o memorando de entendimento estabelece: identificar oportunidades de educação em ciência, tecnologia, engenharia e matemática; compartilhar experiências e competências sobre modelos de administração e financiamento de museus ; realizar intercâmbios e capacitação profissional; facilitar a cooperação e colaboração técnico-cientifica em pesquisa entre o Carasso Science Park e as instituições vinculadas ao MCTI, incluindo o Instituto Nacional da Mata Atlântica (INMA), o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), o Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG).

source

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.