Tecnologia

Avatar 2 James Cameron detalha tecnologia inovadora para filmar embaixo d'água – Canaltech

wp header logo 416 Albânia 10

Tudo sobre James Cameron
O diretor James Cameron não desistiu de fazer de Avatar uma franquia de peso no cinema e voltou a comentar sobre a prometida sequência do longa de 2009. Em entrevista à revista Entertainment Weekly, ele comentou um pouco sobre o que podemos esperar do novo longa e como ele espera que os alienígenas azuis repitam o sucesso de uma década atrás.
Segundo Cameron, a grande novidade de Avatar 2 deve mesmo ser a ida para o fundo do mar, o que demandou a criação de novas tecnologias para permitir as filmagens e que vão resultar em cenas apresentadas de formas totalmente inéditas. Além disso, ele explica que todo o elenco e equipe de produção tiveram que ter aulas de mergulho para se adaptar ao novo ambiente e aparelhos.
O diretor conta que a ideia de levar todo mundo para baixo d’água nasceu da mistura de suas duas paixões: a exploração do oceano e o cinema. Assim, ele decidiu unir tudo em um ambicioso e custoso projeto.
Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!
“Parece loucura todo esse processo. Mas se Avatar não tivesse feito todo aquele dinheiro, nós nunca faríamos as coisas como agora”, afirma Cameron. E isso inclui usar mais de 4 milhões de litros de água para criar o oceano de Pandora — algo que ele próprio diz que a produção de Avatar 2 tentou barrar.
De acordo com Cameron, os produtores do filme tentaram fazê-lo usar efeitos especiais para simular o ambiente submarino, pendurando os atores em cabos de aço para adicionar digitalmente a água depois — mais ou menos como acontece em Aquaman, por exemplo. “Só que eu disse que aquilo não ia funcionar, não iria parecer real”, afirma o diretor. “Eu até deixei que eles fizessem um teste e depois fizemos a mesma cena com nossa tecnologia. E a diferença era gritante”.
E a Entertainment Weekly trouxe algumas fotos de bastidores que mostram como toda essa nova técnica de filmagem foi aplicada na prática. Nas imagens, é possível ver Cameron dentro do que parece ser uma cabine submarina na qual acompanha o trabalho dos atores embaixo d’água. Além disso, temos os atores com os trajes de captura de movimento mergulhando ao lado do cinegrafista, que usa a câmera especial submersa para registrar as cenas.
A ideia, com todo esse aparato, é fazer com que a movimentação dos personagens embaixo d’água seja o mais realista possível. Como Cameron aponta em seus comentários sobre o teste feito, não há como emular o movimento do corpo dentro da água de forma tão natural quanto alguém que está realmente mergulhando. E, levando em conta o preciosismo e a ambição do diretor com Avatar 2, é no mínimo curioso imaginar como tudo vai ficar.
E por mais que esteja todo mundo esperando que esse esforço tecnológico faça a sequência repetir o feito astronômico que o Avatar original conseguiu nas bilheterias, o próprio James Cameron diz não ter certeza se isso será possível, pois o mundo vive em um momento muito diferente daquele de 2009. “Filmes grandes e caros precisam fazer muito dinheiro. Só que nós estamos em um mundo pós-covid e pós-streaming. Talvez aqueles números nunca mais sejam vistos. Quem sabe? É uma grande aposta”.
Ainda assim, a curiosidade em torno de Avatar 2 ainda é enorme. Até agora, pouco se sabe sobre a trama, apenas que veremos Jake Sully (Sam Worthington) ainda vivendo entre os Na’Vi em Pandora e montando uma família com Neytiri (Zoe Saldana) — até que são forçados a abandonarem as florestas do planeta para se refugiarem nos mares. E é lá que os protagonistas vão encontrar os Metkayina, uma nova raça que será apresentada no longa.
Depois de muitos adiamentos, Avatar 2 está previsto para chegar aos cinemas em 16 de dezembro de 2022.
Fonte: Entertainment Weekly
Gostou dessa matéria?
Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

source

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.