Para Gamers

Montar PC Gamer: Quanto custa, peças principais e como montar – Olhar Digital

wp header logo 264 Albânia 10

Seja para aproveitar os principais títulos do mercado com a melhor qualidade possível, ou para extrair o máximo da máquina para partidas online, montar um PC gamer é algo que ao menos já se passou pela cabeça de qualquer fã de jogos eletrônicos. O problema é que muita gente não sabe direito nem por onde começar.
Quais são os componentes mais importantes? Onde eu posso economizar? Onde eu definitivamente não deveria economizar? Essas são algumas das perguntas que passam pela cabeça de quem decide montar um PC gamer por conta própria, em vez de comprar um já pronto. Por mais que os modelos de fabricantes sejam bastante parrudos, às vezes o gamer quer algo a mais e só conseguirá isso escolhendo sozinho quais são as peças do computador.
Neste artigo especial, o Olhar Digital separou quais são os principais fatores a serem considerados na hora de montar um PC para jogos, e também mostramos como usar um site que ajuda bastante a decidir quais componentes vão entrar no seu computador. Confira abaixo.
Um computador com potência para rodar jogos da melhor maneira possível não é algo exatamente simples de se fazer. São muitas coisas a se considerar: quais são os melhores componentes para escolher entre tantas ofertas de placas de vídeo, processadores, discos de armazenamento e mais, além da compatibilidade entre os componentes.
Seu orçamento também pode estar limitado, fazendo com que precise escolher entre um ou outro componente de ponta enquanto outras peças acabam não sendo as melhores possíveis.
Felizmente existem serviços na internet que facilitam bastante essa busca. Uma dessas ferramentas é o site MeuPC.net, que exibe opções de peças para usuários irem, aos poucos, selecionando o que vão colocar enquanto montam um PC gamer.
Caso você esteja interessado em um computador voltado para jogos, é preciso desde já estar preparado para gastar bastante nele: os componentes não são exatamente baratos, especialmente em momentos em que a cotação do dólar está elevada – como ocorre no fim de 2021.
O preço pode facilmente superar o valor cobrado por um console de última geração como PS5 e Xbox Series X. Embora seja importante ressaltar que um PC gamer, às vezes, consegue fazer coisas que mesmo os melhores consoles não são capazes de fazer.
Vale lembrar que você pode escolher peças mais baratas em um momento inicial e depois substituí-las por modelos mais parrudos. Você não precisa montar seu PC Gamer já com 32 GB de RAM, por exemplo: dá para começar com 16 GB e depois comprar mais 16 GB. Ou então substituir um HD, ou a placa de vídeo.
Essa flexibilidade proporcionada pela facilidade em substituir os componentes é um dos pontos que fazem com que a montagem de um PC gamer por conta própria seja bastante vantajosa para muita gente.
Leia também:
Quer o melhor desempenho possível durante os seus jogos? Então um processador de qualidade é fundamental para o seu PC gamer. Existem diferentes marcas e modelos desse tipo de componente. Os processadores mais comuns são da linha Intel Core e AMD Ryzen, com algumas diferenças entre eles que agradam determinados tipos de jogadores.
Na Intel, o modelo de entrada da família é o Core i3. Na AMD, o chip de entrada é o Ryzen 3; ambos possuem quatro núcleos.
Para quem precisa de um pouco mais de desempenho – ou ainda quem quer um computador que dure mais tempo – o nível acima é o Core i5, da Intel; e o Ryzen 5, da AMD. São os mais populares e, além de desempenho trazem nova tecnologias embarcadas, como economia de bateria, entre outras.
Por último, os processadores de alta performance, top de linha das marcas; seja o i7 ou i9 da Intel ou o Ryzen 7 da AMD. Esses, é claro, são indicados para todos os tipos de uso; por outro lado, o preço pode ser bastante salgado.
Apesar da importância do processador, vale lembrar que o modelo da placa de vídeo pode ter influência muito maior na qualidade da imagem. Portanto, se o seu objetivo é extrair o máximo do ponto de vista gráfico, a placa de vídeo será um componente mais importante do que o processador.
Um dos componentes mais importantes dos computadores, a placa-mãe é onde todas as outras peças serão encaixadas. Isso cria uma dificuldade extra na hora de escolher uma: você quer que processador, placa de vídeo, memória RAM e tudo mais sejam compatíveis com a placa-mãe, caso contrário, seu PC não funcionará.
Assim, é preciso checar se o modelo que você escolheu para o seu computador possui compatibilidade com cada um dos componentes selecionados.
Por mais que algumas CPUs tenham placa gráfica integrada, elas raramente são capazes de rodar bem jogos atuais. Portanto, é fundamental que o seu PC gamer conte com uma placa de vídeo dedicada, especialmente para quem quer a melhor qualidade possível dos gráficos dos games.
Nvidia e AMD são as marcas mais procuradas em GPUs, e ambas oferecem diversos modelos começando a preços mais baixos até as opções de ponta, que podem ser bastante caras.
A memória RAM é um item importante na determinação do desempenho da máquina. Definir a quantidade de RAM depende dos jogos que você pretende rodar. Para garantir que mesmo os principais lançamentos possam ser jogados sem problemas, é fundamental ter bastante RAM no seu computador gamer. O mínimo é 8 GB de RAM, mas, se seu orçamento permitir, o ideal é 16 GB de RAM, ou mais.
Uma dica é comprar pares de módulos de memória RAM: em vez de uma peça de 16 GB, prefira duas de 8 GB ou quatro de 4 GB, por exemplo. Ao usar dois pentes de memória idênticos, o sistema consegue operar em dual-channel (ou quad-channel) garantindo mais desempenho para seus jogos. É preciso também observar a frequência da RAM – esse fator pode determinar a compatibilidade ou não do componente com a máquina que você planeja montar.
Disco rígido ou disco sólido; HD ou SSD? A maioria das máquinas (desktops e notebooks) ainda vêm com o HD convencional. Entre suas principais vantagens estão o menor preço e a alta capacidade de armazenamento.
Por outro lado, quem já experimentou um computador com SSD sabe a diferença da velocidade. O SSD é muito rápido, quase instantâneo. Porém, esses discos ainda são mais caros, mesmo com capacidade de armazenamento inferior.
Uma boa opção é procurar por sistema híbridos; aqueles com maior armazenamento usando um HD tradicional e um SSD menor para colocar alguns arquivos mais acessados e o próprio sistema operacional.
A maioria dos SSDs vendidos possuem entre 128 e 256 giga de espaço. Apesar de já existirem opções com alguns terabytes, o preço é praticamente inacessível para muita gente.
Vale lembrar que jogos ocupam cada vez mais espaço no disco rígido, inclusive para as frequentes atualizações seja para corrigir erros e bugs, ou para adicionar mais conteúdo ao game. Assim, o modelo híbrido, com o SSD para sistema operacional e os jogos em um HDD acaba sendo uma combinação bastante comum para PC gamer.
Mais um componente fundamental que talvez não seja dos primeiros que alguém pense quando decide montar um PC gamer: a fonte de energia, bem, fornece energia para sua máquina, então é importante escolher uma peça de qualidade e que seja capaz de lidar com a demanda de energia exigida pelo seu computador.
Se existe um item para se economizar na montagem do PC gamer, esse item definitivamente não é na fonte. É fundamental ter um componente de qualidade, já que fontes inadequadas podem causar sobrecargas e estragar completamente outros componentes do seu computador.
Após decidir quais componentes farão parte do seu PC gamer, é hora de ir atrás de acessórios. Afinal de contas, de pouco adianta ter a melhor máquina do mundo para rodar games se você não tem como controlar os jogos adequadamente.
Itens como teclado, mouse e até um mousepad podem fazer uma diferença enorme na hora de jogar. Isso sem contar em um controle convencional, dependendo dos games que pretende rodar – vamos combinar que por mais que jogos de tiro em primeira pessoa e estratégia rodem bem melhor com teclado e mouse, alguns títulos de aventura podem se sair melhor com os analógicos e gatilhos de controles como o DualSense da Sony.
Existem diferentes sites capazes de auxiliar usuários na escolha e até na aquisição dos componentes para o PC gamer. Para este artigo, o Olhar Digital escolheu o MeuPC.net, um dos mais populares no segmento. Confira abaixo todos os passos necessários para selecionar as peças do seu PC gamer a partir do meupc.net.
Acesse o site meupc.net e clique em “Comece a montar seu PC”
O meupc.net oferece um assistente para quem não sabe sequer por onde começar. Mas você também pode simplesmente começar a selecionar os componentes.
Comece selecionando o processador. Perceba que, na área de seleção, você pode fazer uma busca mais específica considerando preços, fabricantes, famílias de chips e mais.
Conforme você adiciona mais e mais componentes, o site exibe um banner alertando se as peças são compatíveis entre si ou se há algum problema de compatibilidade.
Clicando no componente selecionado você encontrará uma página com mais detalhes sobre ele, além de diferentes ofertas de lugares para comprar – é bom para comparar preços antes de decidir pela aquisição, além de observar o histórico de preços para não acabar pagando mais caro por uma peça que pode sair muito mais barata.
O MeuPC.net oferece algumas funcionalidades como o Gerar permalink, que cria um endereço de internet para você compartilhar a build montada com amigos, além do envio da lista de componentes por e-mail. Você também pode salvar a build que está montando para retornar mais tarde, ou para rever um ou outro componente, se assim desejar – neste caso, o site exigirá o cadastro de uma conta.
Conforme as peças são selecionadas, o MeuPC.net calcula quanto mais ou menos o seu computador vai consumir de energia. Assim, o serviço consegue oferecer opções de fontes de energia que estejam de acordo com as necessidades da sua máquina, diminuindo consideravelmente o risco de você acabar comprando um componente que não tenha a potência exigida pelo seu PC gamer.
Não está gostando do PC gamer que está montando? É só recomeçar: clique no botão “Iniciar nova build” para remover tudo o que foi selecionado e reiniciar do zero a escolha das peças.
Montar um PC gamer exige bastante pesquisa: conferir se os componentes de fato funcionam como o esperado, esperar preços subirem e caírem para determinadas peças, entre outras coisas.
Escolher entre diversos tipos de processadores e placas de vídeo pode ser bastante trabalhoso, principalmente para pessoas sem muito conhecimento técnico para entender quais são as diferenças entre os componentes.
Portanto, montar PC gamer é mais indicado para quem tem tempo e disposição de ir atrás de todas essas informações, além de algum conhecimento no assunto.
Comprar um PC gamer pronto, por outro lado, traz uma facilidade imensa que é a de não precisar escolher cada um dos componentes. No entanto, dependendo do tipo de uso que você pretende fazer da máquina, talvez os modelos prontos não ofereçam tudo aquilo que o usuário deseja.
Seu orçamento também pode influenciar bastante na decisão. Caso você tenha dinheiro para comprar imediatamente uma máquina, ir atrás de um dos diversos PC gamers vendidos já prontos talvez seja a melhor opção – afinal de contas, o esforço é menor e você pode começar a jogar mais cedo.
Por outro lado, se você estiver juntando dinheiro aos poucos para comprar a máquina, a ideia de montar do zero pode ser atrativa, já que permitiria adquirir componentes individualmente em promoções pontuais, por exemplo, ou no momento em que você tiver dinheiro para isso.
Por fim, a tarefa de montar o PC – ou seja, encaixar cada uma das peças na placa-mãe e no gabinete – não é das mais simples e usuários com menos conhecimento podem ter dificuldades. Nesse caso, seria melhor buscar alguém com conhecimento técnico para de fato construir o PC a partir das peças adquiridas.
Pronto! Com essas dicas separadas pelo Olhar Digital você já pode começar a planejar melhor a montagem do seu PC gamer, além de saber como usar o site MeuPC.net para selecionar os componentes dele.
Agora é começar a pensar em como pagar por tudo para poder ter uma máquina fantástica para rodas os melhores games da atualidade com a melhor qualidade possível.
Quer um exemplo para entender melhor como uma configuração de PC gamer pode te impedir de jogar? Veja nossa matéria sobre os requisitos mínimos para jogar Genshin Impact.
Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Amazon Prime também é feito para jogadores!
Todo mês, obtenha itens exclusivos, jogos grátis, uma assinatura gratuita na Twitch.tv e muito mais com sua assinatura Prime. Clique aqui para um teste gratuito de 30 dias.

source

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.