Hardware

SK Hynix estuda comprar a ARM através de consórcio – Canaltech

wp header logo 65 Albânia 10

Conhecida pela fabricação de memórias, a SK Hynix estuda a possibilidade de comprar a ARM, responsável pela arquitetura que alimenta os chips de empresas como Qualcomm e Apple, através de um consórcio com “parceiros estratégicos”. A informação foi divulgada pelo próprio CEO da companhia sul-coreana durante conferência a investidores realizada nesta quarta-feira (30).
Conforme noticiado pela Yonhap, principal agência de notícias da Coreia do Sul, o CEO da SK Hynix, Park Jung-ho, afirmou que a companhia estuda “formar um consórcio com parceiros estratégicos” para adquirir a ARM. O executivo complementa a declaração afirmando não acreditar que a desenvolvedora de chips deva ser adquirida exclusivamente por uma única empresa, possivelmente em referência à tentativa falha de compra pela Nvidia.
Além de controlar a SK Hynix, Park também gerencia a SK Square, companhia similar à Alphabet, empresa-mãe do Google, que pertence à operadora sul-coreana SK Telecom e gerencia os investimentos em diferentes setores da tecnologia. Como tal, o CEO deixou claro as fortes intenções de comprar a ARM por completo, possivelmente visando uma fusão entre as companhias.
Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!
A ideia seria reviver o serviço de fabricação de chips da SK Hynix para atender a outras empresas, aos moldes de TSMC, Samsung e mais recentemente Intel. A estratégia é reforçada pela aquisição da Key Foundry, fundição sul-coreana cuja venda foi aprovada nesta semana. Fora isso, o CEO anunciou que abrirá um centro de Pesquisa e Desenvolvimento (R&D) no Vale do Silício, na Califórnia, como maneira de atrair parcerias com gigantes da tecnologia.
Apesar das declarações, a ideia ainda estaria em uma fase muito inicial, e não está claro se o processo seria iniciado e até concluído a tempo da ARM disponibilizar suas ações na bolsa norte-americana de NASDAQ, estratégia iniciada após a tentativa de aquisição pela Nvidia.
Empresa britânica responsável pela arquitetura de mesmo nome, a ARM está presente em praticamente todos os celulares do mercado, alimentando os Snapdragon da Qualcomm, os Dimensity da MediaTek e as linhas A e M da Apple. A companhia vem recebendo cada vez mais atenção pela eficiência e desempenho que oferece, bem como pela entrada crescente no mercado de computadores.
A companhia havia entrado em processo de aquisição pela Nvidia no final de 2020, mas o processo foi conturbado — além de passar por investigações exaustivas por parte dos órgãos reguladores, a compra foi duramente criticada por outras gigantes, incluindo Qualcomm e Intel. Diante dos obstáculos, a fusão foi cancelada no início de 2022, o que levou a SoftBank, atual proprietária, a traçar planos para ofertar ações na bolsa de valores.
Outro ponto curioso que atrapalha as negociações da ARM é a postura rebelde da divisão chinesa da companhia, que busca independência. Fontes do Financial Times apontam que, para lidar com a situação, a unidade seria transferida para a jurisdição da SoftBank, e então ofertada de maneira independente.
Fonte: Yonhap News AgencyTom’s Hardware
Gostou dessa matéria?
Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

source

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.