Hardware

Ryzen 5 3500U ainda vale a pena? Veja todas as especificações – TecMundo

wp header logo 286 Albânia 10

Maura Martins
via nexperts
Em janeiro de 2019, a AMD iniciou as vendas do processador Ryzen 5 3500U, chip da empresa de tecnologia encontrado em muitos dos notebooks com melhor custo-benefício no mercado nacional produzidos até 2020. O produto da empresa do Vale do Silício foi uma “dor de cabeça” para a Intel, a sua maior concorrente.
Central Process Unit (CPU) de quatro núcleos foi um nome bem-avaliado à época de seu lançamento pelo TDP baixo — medida que indica a quantidade de calor gerado pelo processador em seu uso “máximo”. Outra característica do chip da AMD é a placa integrada Radeon Vega 8, também fabricada pela empresa californiana.
Passados 3 anos do lançamento do processador, o TecMundo analisa para você se ainda é vantajoso adquirir um notebook com ele.
(Fonte: AMD/Reprodução)(Fonte: AMD/Reprodução)Fonte:  AMD/Reprodução 
O AMD Ryzen 5 3500U ganhou a alcunha de boa compra por apresentar características de produto melhores do que a média de seus concorrentes. A velocidade de RAM ficava acima dos demais, garantindo melhor desempenho ao sistema. Seu sucesso foi puxado pelos modelos da Lenovo e Acer, principalmente.
Também tinha quase o triplo de velocidade do clock da GPU, sendo mais econômico, e seu cache L1 era mais rápido do que de CPUs correntes. Vamos dar uma olhada em suas especificações? Confira-as a seguir.
Especificações técnicas
Destinado a notebooks de médio porte, o AMD Ryzen 5 3500U combina 4 núcleos com 8 threads, cuja atuação de clock varia entre 2,1 GHz a 3,7 GHz. Tem suporte para no máximo 2 canais de memória, que podem atingir a frequência máxima de 2,4 mil MHz.
Ao contrário de outros modelos da empresa de tecnologia, esse da AMD vem com multiplicador bloqueado. Dessa maneira, não é possível realizar overclock com ele caso você deseje obter melhor desempenho em outros e/ou em aplicativos.
Em contrapartida, seu processo de fabricação com 12 nm garante que o Ryzen 5 3500U trabalhe com a temperatura máxima operacional de 105 °C. A isso, some que o TDP do chip é de apenas 15 W, ou seja, esse valor baixo garante que seu consumo de energia seja menor.
Ryzen 5 3500u Fonte: AMD/ Reprodução
Para quem está atrás de um produto voltado ao trabalho simples, como produção de textos e planilhas, ou mesmo para quem não necessita de grandes recursos de vídeos para jogos mais básicos, qualquer notebook com um processador desse suprirá as necessidades, mas se você quer fazer trabalhos mais complexos e gosta de games mais robustos, talvez precise cogitar a busca por outros modelos.
Esse exemplar está na linha mais baixa quando o assunto é velocidade da CPU, por exemplo. O mesmo vale para as threads. Esse fator deve ser levado em conta, principalmente, por jogadores. Com menos linhas, o desempenho será mais lento e o produto adquirido, certamente, não atenderá às necessidades de um usuário que deseje atuar em multitarefas.
Um bom exemplo disso são os cache L1, L2 e L3. Se na época de seu lançamento tornavam ele confiável para trabalhos que precisassem de maior velocidade ou que exigissem maior resolução, as novas gerações de processadores deixam o AMD Ryzen 5 3500U nas últimas posições.
Mas nem tudo é problema. Quando o tema é unidades de sombreamento (stream processors), que são os pequenos processadores dentro da placa de vídeo responsáveis por processar diferentes aspectos da imagem, o resultado da Ryzen 5 é positivo, ficando atrás apenas das CPUs de última geração.
Ryzen 5 3500u Fonte: AMD/ Reprodução
Em mais um quesito, o Ryzen 5 3500U é interessante, menos quando comparado com produtos mais novos. Os semicondutores, por exemplo, já não oferecem melhor desempenho e menor consumo de energia comparados aos modelos mais novos — ainda que, proporcionalmente, modelos como o da AMD ainda sejam a maioria no mercado.
Já se focarmos a análise apenas nos 15 W de TDP, qualquer produto equipado com um processador desse vai oferecer boa autonomia de uso. Outro detalhe impactado pela menor necessidade de resfriamento é que um notebook com essa CPU pode ser oferecido em modelos mais finos, ou seja, você tem eficiência energética padrão e, quem sabe, garante um modelo mais enxuto, leve e moderno.
Ryzen 5 3500u Fonte: AMD/ Reprodução
Parece ser consenso entre especialistas que o modelo Ryzen 5 3500U já não tem a melhor relação custo-benefício da empresa californiana de tecnologia. Entretanto, isso não significa que um notebook equipado com essa CPU não possa representar uma boa aquisição de forma particular por ser um modelo com placa de vídeo integrada.
O primeiro detalhe é encontrar modelos de notebook equipados com o Ryzen 5 3500U. Os IdeaPad (da Lenovo) e os Aspire (da Acer), que foram as marcas que mais utilizaram o CPU da AMD, seguem fazendo uso de processadores da gigante de tecnologia. Porém, a evolução nos últimos 3 anos foi tão grande que os modelos mais básicos dessas empresas usam o AMD Ryzen 5 5500U, encontrados com preços a partir de R$ 3.899,00.
Se ter uma placa dedicada não for um empecilho para o usuário, computadores com processador Ryzen 5 3600, por exemplo, tem valor acessível, bom desempenho e vem com multiplicador desbloqueado. Talvez exija do comprador um maior esforço para encontrar algum lojista que comercialize, mas pode ser que para o tipo de uso esperado, a busca seja recompensada.

Processador AMD Ryzen 5 3600 3.6 GHz (4.2GHz Max Boost), 32MB Cache, DDR4, Socket AM4 – 100-100000031BOX.

PUBLICIDADE
© COPYRIGHT 2022 – NO ZEBRA NETWORK S.A.
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

source

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.