Hardware

iPhone ou Android: sistemas operacionais, diferenças e muito mais – 04/03/2022 – Diário do Grande ABC

wp header logo 227 Albânia 10

Domingo, 3 de Abril
|
tecnologia@dgabc.com.br | 4435-8301
iPhone ou Android: sistemas operacionais, diferenças e muito mais
Beatriz Ceschim
Do 33Giga

04/03/2022 | 16:58

A verdade é que tanto o iPhone, com o sistema iOS, ou os celulares com sistema Android suprem as necessidades básicas da rotina. Os dois sistemas operacionais cobrem muito terreno e possuem diversos recursos a serem explorados. Mas por que as opiniões entre iPhone ou Android são tão divididas entre os usuários?
Leia mais:
Android: veja os melhores jogos e aplicativos de 2021
5 games que você pode jogar offline no Android e iOS
Proibidos: aplicativos que foram banidos pela Apple e pelo Android
Por um lado, as pessoas que usam iPhone consideram o sistema muito bom, sem travamentos, com design atualizado e tecnologias superiores. Já os usuários de Android, acreditam que o software cobre todas as ditas vantagens do concorrente, com a vantagem de um preço mais acessível, além de ser bem mais moderno do que de modelos antigos.
Afinal, quem está com a razão? A verdade é que ambos sistemas são muito atuais, possuem diversas vantagens, individualidades e vantagens. Mas ambos suprem as necessidades de quem busca um celular para o básico. Ainda assim, existem algumas diferenças importantes a serem consideradas.
O primeiro iPhone foi lançado em 2007, sendo considerado um aparelho mais prático e funcional, se comparado aos demais celulares vendidos na época. Logo, o sucesso já tinha sido consagrado no mundo todo, e uma das razões para tal feito era o sistema iOS, utilizado nos aparelhos da Apple e diferente de tudo que existia na época.
Esse sistema foi desenvolvido para que fosse simples, mas elegante e seguro. O objetivo principal era promover uma experiência de uso sem complicações, quase que de maneira intuitiva, e essa proposta se mantém até a atualidade.
O sistema operacional do iPhone é o iOS, desenvolvido pela própria Apple em 2007, desde o lançamento do seu primeiro smartphone. Um sistema operacional é um tipo de software que gerencia todos os aspectos de um dispositivo tecnológico. O objetivo é fornecer uma plataforma para que o hardware e software conversem e também gerenciem os processos executados.
O nome iOS vem da junção do prefixo “i”, usado em todos os dispositivos da Apple (iPad, iPod, iMac e iPhone) desde 1998 e as iniciais de “Sistema Operacional” em inglês (Operating System). Segundo Steve Jobs, o “i” vem de Internet, indivíduo, instruir, informar e inspirar, que são palavras chaves para a Apple desde o lançamento.
Atualmente, as principais linhas do iPhone são os modelos iPhone 12 e iPhone 11, lançados no Brasil em Novembro de 2020 e Setembro de 2019, respectivamente. Porém, todos os modelos a partir do iPhone 8 continuam atualizados e são compatíveis com as atualizações de sistema.
Conheça as vantagens e desvantagens deste smartphone que conquista a preferência de muitos usuários.
Existem alguns aspectos que contribuem muito com a boa fama dos aparelhos da Apple. As principais vantagens do iPhone são referentes a:
– Qualidade de imagem e som
– Velocidade de processamento
– Suporte ou assistência técnica
– Atualizações do sistema
– Pouca desvalorização do produto
Nada é perfeito, portanto também existem algumas desvantagens no iPhone. As principais reclamações dos usuários de iOS são referentes a:
– Durabilidade da bateria
– Preços muito altos
O Android é um sistema operacional desenvolvido para aparelhos móveis pelo Google. É o sistema utilizado em mais de 90% dos aparelhos do Brasil, sendo também o queridinho de muitas pessoas pelo mundo. Ele foi desenvolvido com a proposta de ser mais flexível, customizável e aberto, podendo funcionar em celulares e acessórios de diferentes marcas.
A empresa Android Inc. teve início em 2003, quando Andy Rubin, Rich Miner, Nick Sears e Chris White fundaram a marca. A ideia era competir com outros sistemas da época, como o Windows Mobile.
Somente em 2005, o Google passou a ser o detentor do sistema, com o objetivo de desenvolver um software aberto, o que significa que outros desenvolvedores também poderiam aperfeiçoar o funcionamento do sistema.
Atualmente, marcas como Samsung, Motorola e Xiaomi são as principais desenvolvedoras de aparelhos com o sistema Android. Em cada smartphone, o software roda de uma maneira diferente e tem variadas funções.
Android é o sistema operacional para dispositivos móveis desenvolvido pelo Google.
Ele tem a sua própria versão, chamada Pixel, em seus telefones com o mesmo nome, mas permite que outras empresas, como Samsung, Motorola e Xiaomi adicionem suas próprias skins para o hardware.
Isso significa que o Android é mais flexível em termos de aparência e personalização, em relação ao iOS, que é exclusivo da Apple. A sua base é o núcleo do Linux, compatível com os aparelhos top de linha e também com os mais básicos, o que acaba tornando o sistema mais acessível.
Por ser mais intuitivo, é considerado mais fácil de usar por muitos. Além disso, a variabilidade de aparelhos com esse sistema, o tamanho das telas e a familiarização com alguns fabricantes são pontos de preferência para os usuários Android.
Existem várias marcas no mercado de celulares. Entre as principais com o sistema Android, estão Samsung, Motorola e Xiaomi. Elas produzem os aparelhos presentes nos rankings de mais vendidos e apresentam melhor qualidade, desempenho, recursos e preço.
Para escolher a que melhor se adapta a sua rotina, é necessário fazer uma pesquisa e avaliar os critérios de acordo com as suas necessidades. Confira os destaques de cada marca:
Samsung: O maior diferencial é seu design, porque sua interface conta com funcionalidades exclusivas e recursos para um bom desempenho dos aparelhos. Caso esteja pensando em adquirir um modelo desta marca, confira as melhores opções em os 10 melhores celulares Samsung de 2022.
Motorola: Tem um bom custo-benefício, celulares com alta qualidade e preços acessíveis. As configurações e o sistema hardware que conversa com o Android também são excelentes. Não deixe de ver mais informações em 10 melhores celulares da Motorola de 2022.
Xiaomi: Possui celulares com recursos avançados e preços bastante competitivos para o mercado. Além disso, a interface é diferente, moderna e atualizada.
O Android é muito flexível e possui diversas vantagens que o tornam o sistema mais usado pelos brasileiros. Confira as principais:
– Personalização
– Variedade de modelos
– Compatibilidade de carregadores
– Mais aplicativos
– Bateria duradoura
Apesar de ser o sistema queridinho dos brasileiros, há desvantagens no Android. As principais pontuadas pelos usuários e especialistas são:
– Desvalorização no mercado
– Aplicativos desnecessários
Agora que já sabe as principais características do sistema Android e do iOS para iPhone, é o momento de comparar os dois em alguns aspectos. Caso esteja confuso para escolher seu próximo smartphone, é possível tirar algumas dúvidas com a análise, antes de adquirir o seu aparelho.
As diferenças entre o sistema Android e iOS já começam no hardware que é fabricado para cada um. Os smartphones com o Android podem ser distribuídos e fabricados por várias marcas. Portanto, os seus aparelhos possuem muitas variações de tamanho, peso, funções, ficha técnica e qualidade. Cada marca tem uma maneira de comunicação entre o hardware e o sistema operacional.
Por outro lado, o sistema operacional da Apple é exclusivo para os dispositivos da marca, a única coisa que varia é o modelo de escolha. Por isso, os aparelhos com sistema iOS apresentam uma comunicação entre hardware e software muito eficiente, fazendo com que o desempenho dos modelos seja muito próximo e alto.
Quanto às atualizações do sistema, os aparelhos Android top de linha costumam ter novidades melhores que as do concorrente. Contudo, a Apple compensa isso com a comunicação homogênea entre software e hardware, por causa da exclusividade das peças de hardware, somente fabricadas pela empresa.
Atualmente, os smartphones não são mais utilizados sozinhos. Existe a sincronização com outros dispositivos, como desktop, tablets, fones de ouvido e wearables, como smartwatch.
A Apple fabrica outros aparelhos além do iPhone, como os iPads, Apple Watch e Macs. Por isso, a integração do sistema iOS com qualquer um desses dispositivos do mesmo fabricante acontece de forma otimizada.
É possível atender uma ligação pelo Apple Watch, visualizar um e-mail e começar a respondê-lo pelo iPhone e continuar pelo Mac. Tentar integrar um aparelho da Apple com dispositivos de outra marca pode ser um desafio e causar limitações para os usuários. Não há um mau funcionamento, porém existem barreiras na integração entre sistemas diferentes e, até mesmo, recursos exclusivos para cada tipo de sistema.
Essa situação pode ocorrer em casos de celulares Android e wearables da Apple e vice-versa. Cada marca utiliza uma programação diferente e tem as suas peculiaridades. Por isso, o aproveitamento dos recursos de hardware do relógio podem ser limitados.
Os celulares Android contam com aplicativos de fábrica, que não podem ser excluídos, o que acaba poluindo o layout do smartphone e ocupando mais memória, sem necessidade.
Além disso, muitos novos aplicativos (ou atualizações) acontecem primeiro no iOS, especialmente os jogos. Talvez seja necessário esperar mais tempo pelo seu título favorito ao usar Android.
Um outro fator a ser considerado, é que os aplicativos chaves do Google também podem ser baixados em iPhones, inclusive, muitas vezes, as pessoas os usam em vez dos padrões da Apple. Em contraste, o único aplicativo feito pela Apple que pode ser achado na Google Play Store é o Apple Music.
As atualizações para o Android demoram mais a acontecer, por causa da variedade de aparelhos que possui esse sistema. Além disso, os usuários percebem que as atualizações do sistema não possuem muitas diferenças de desempenho e algumas vezes acabam deixando o aparelho mais lento.
A Apple tem liderança nesse quesito, devido à necessidade de atualizar apenas o iPhone. Portanto, os updates são liberados para todos os modelos ao mesmo tempo. Essas atualizações costumam atingir celulares até seis anos após o seu lançamento, enquanto os Androids ganham atualizações somente por dois ou três anos.
Geralmente, as baterias dos iPhones têm menos tempo de bateria, porque são menores do que as dos celulares Android. Apesar das atualizações recentes para aumentar a vida útil da bateria, os aparelhos da Apple ainda estão atrás dos dispositivos Android, neste aspecto.
Entretanto, os carregadores de iPhone, a partir do 8, vieram com uma alta potência de carregamento, sendo possível atingir 50% em 30 minutos. Os modelos iPhone 11 Pro Max em diante também tiveram acréscimo de bateria, com capacidade de 3969 mAh.
A segurança nos iPhones é mais forte, já que o processo de aprovação de um aplicativo iOS é mais rigoroso, burocrático e caro. As frequentes e abrangentes atualizações do sistema da Apple também ajudam a consertar defeitos de segurança para todos os aparelhos, diferente do Android, cujas atualizações atingem um número menor de dispositivos.
Além disso, o Android possui um projeto de código aberto, para que as empresas possam analisar e modificá-lo. Isso também contribui para a sua vulnerabilidade, pois pessoas com más intenções podem desenvolver malwares com base nesse código.
Os usuários percebem que há um aumento na frequência de travamento nos aplicativos baixados no Android, quando comparados com a resposta do iPhone. Porém, nos Androids de ponta, essa diferença é bem pequena.
O tempo de resposta para cada aplicativo também é bastante parecido. O máximo de demora para abrir um app é um tempo de, no máximo, 5 segundos.
A transferência de mídia entre o iPhone e um computador com Windows é bastante complicada e nada intuitiva. Com um dispositivo Android, tudo que você precisa fazer é conectá-lo a uma porta USB do seu PC. Já para os iPhones, é necessário baixar o iTunes para transferir músicas ou vídeos. Para a importação de fotos, é possível usar o aplicativo Microsoft Photos ou simplesmente copiá-las por meio do File Explorer.
A maioria dos celulares Android possuem um slot para cartão microSD, que possibilita a expansão da capacidade de memória. Infelizmente, os iPhones não contam com essa configuração de hardware. É necessário ter o cuidado de escolher comprar um modelo de iPhone com o espaço de armazenamento que necessita.
A compra de iPhone pode ser considerada um investimento se considerar a depreciação de valor ao longo do tempo. Por serem construídos para durar mais tempo e possuírem uma melhor integração entre software e hardware, os aparelhos da Apple não perdem tanto do seu valor inicial após um ou dois anos de uso, quanto qualquer smartphone Android.
Competir com a Apple em relação à qualidade de imagem e som não é fácil. A marca é responsável por uma das melhores câmeras do mercado. Inclusive, existem videoclipes de grandes artistas filmados somente com um iPhone.
Além disso, o iPhone é a melhor opção para clientes que navegam mais tempo nas redes sociais como o Instagram. O seu sistema e hardware são fabricados pela própria empresa e o desenvolvimento original da plataforma era somente para o iOS.
O suporte técnico para iPhone é mais fácil de ser encontrado e feito, já que existe apenas um hardware, diferentemente do Android. Caso tenha um problema com o seu smartphone em qualquer país, basta informar o número da série para garantir assistência da Apple.
Por outro lado, o suporte técnico para os aparelhos Android ficam sob a responsabilidade de seus fabricantes, o que pode ser um empecilho. No Brasil, por exemplo, não existe um suporte técnico oficial para a Xiaomi.
Os iPhones possuem preços muito altos e, por isso, não são todos que têm acesso a esse smartphone. Mas as marcas Android também possuem aparelhos na mesma faixa de preço, que são considerados top de linha. Com o investimento que se faz em um iPhone mais moderno, é possível comprar smartphones Android de várias opções, desde modelos de entrada e intermediários, até os mais sofisticados.
A escolha também fica por conta da afinidade com o sistema. Provavelmente, se já tem um iPhone, a pessoa deve estar acostumada com o seu funcionamento e isso vale para quem tem dispositivo Android. Se esse for o seu cenário, lembre-se de que o iPhone possui maior valor de revenda. Portanto, caso se arrependa, ainda consegue recuperar boa parte do valor investido. Se ainda está em dúvidas sobre qual modelo escolher, veja também os 10 melhores celulares com bom custo-benefício de 2022.
Agora que já sabe as principais diferenças entre iPhone e Android, já tem um favorito? Os aparelhos Android têm mais variações de layout e design do sistema, enquanto os iPhones possuem uma estética parecida. Os aparelhos da Apple são mais caros, mas têm uma valorização maior de mercado. Além disso, a imagem e som deles são incomparáveis.
São vários fatores a serem considerados e não existe uma resposta correta. Analise quais são as suas necessidades para smartphone e tome a sua decisão baseada no que será melhor para você. Não deixe de conferir também os 10 melhores iPhones para comprar em 2022.
Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga
Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.
De olho no seu caminho
+
Confira como está o trânsito na sua região
Redes Sociais
+
Cadernos
Colunas
DGABC TV
Publicidade
O Jornal
Copyright © 1995-2022 – Todos direitos reservados
Copyright © 1995-2017 – Todos direitos reservados

source

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.