Hardware

Governo russo pode legalizar pirataria de software; forma de atenuar efeito das sanções – Hardware.com.br – Hardware

wp header logo 690 Albânia 10

Vladimir Putin não parece estar cedendo nem um pouco na campanha militar contra a Ucrânia e, com isso, continua com investidas e ataques cada vez mais preocupantes. E agora, pode ser que a Rússia comece a legalizar a pirataria de softwares em razão à resposta das empresas.
Em uma tentativa de tentar parar com os ataques, muitas empresas importante estão encerrando seus serviços na Rússia, e Putin pretende mostrar que tem planos para viver sob essas sanções, mesmo que seja legalizando a pirataria.
Leia também:
AMD, Intel e NVIDIA suspendem venda de processadores e placas de vídeo para Rússia
EA remove seleção e times da Rússia do FIFA 22
A invasão da Ucrânia é muito preocupante, e a campanha horrenda de Vladimir Putin vem levantando muitas reações de líderes mundiais. Dessa forma, muitos deles iniciaram uma série de sanções punitivas contra a Federação Russa na tentativa de deter o presidente.
Essas sanções têm como objetivo impedir que a Rússia tenha acesso à tecnologia, e por isso muitas grandes empresas nesse setor já começaram a encerrar a venda de produtos e a oferta de serviços no país.
A Apple, por exemplo, já restringiu seus serviços da Apple Pay por lá, além de parar a venda dos seus produtos. A Samsung também tomou a mesma decisão, encerrando a venda de produtos e também interrompendo o acesso a seus serviços. Muitas outras empresas estão fazendo o mesmo, incluindo a Microsoft, a Sony e empresas de jogos como a EA.
Porém, mesmo que mais e mais empresas tomem essa decisão, incluindo serviços de redes sociais, entretenimento, hospedagem e muitos outros, a Rússia não parece estar prestes a ceder. Pelo contrário, Putin quer demonstrar que essas sanções não terão o efeito esperado e poderão ser mitigadas de diversas formas, até mesmo mudando a lei no país.
pirataria pirataria
O Ministério de Desenvolvimento Econômico da Rússia revelou um documento com o título de “Plano de Ação Prioritário para Garantir o Desenvolvimento da Economia Russa nas Condições de Pressão de Sanções Externas” (em tradução livre). Nele, eles apresentam diversas medidas que envolvem direitos autorais, patentes e marcas que estão agindo contra o interesse da Rússia.
Em um dos itens, por exemplo, eles visam tirar qualquer punição pelo uso de softwares piratas, principalmente se forem softwares de empresas estrangeiras que estão se recusando a emitir licenças para a Rússia.
“Cancelamento da responsabilidade pelo uso de software (SW) não licenciado na Federação Russa, de propriedade de um detentor de direitos autorais de países que apoiaram as sanções”
Essa medida faria com que a pirataria de um software para o qual não há alternativas russas ou legais fosse permitida.
Eles também planejam lidar com importações paralelas, ou seja, importar produtos de outro país sem precisar da autorização do proprietário da propriedade intelectual. Como isso fará com que o país importe muitos produtos sem autorização oficial, o governo Russo considerar retirar a responsabilidade por violar direitos exclusivos, ou seja, direitos autorais e marcas registradas.
Por fim, ainda há indícios de que o político russo Dmitry Ionin tenha sugerido a liberação de um site de torrent chamado de RuTracker para que os russos pudessem ter acesso aos novos filmes que as empresas ocidentais estariam se recusando a lançar na Rússia.
Fonte: torrentfreak
Pergunte aos experts em nosso fórum
© 1999-2018 Hardware.com.br. Todos os direitos reservados.

source

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.