Entretenimento

O entretenimento do futuro – Top View

wp header logo 1835 Albânia 10

O entretenimento também pode ser uma forma artística de expressão. A televisão, por exemplo, traz arte o tempo todo. Porém, essa expressão também mudou, principalmente com o avanço da tecnologia e as novas formas de entretenimento. O surgimento de streamings foi um caminho, no entanto, após poucos anos do boom dessas plataformas, o entretenimento já aponta para uma nova via.
Influenciadores digitais estão em ascensão há mais de uma década. Contudo, o que vem mudando, segundo Maura Martins, jornalista, doutora em Comunicação e editora do portal Escotilha, é a maneira como todas as formas de entretenimento vêm se fundindo. “Eu não vejo um encerramento da TV, mas uma reinvenção e uma fusão com outros tipos de entretenimento. O Big Brother Brasil é um bom case. Eles estão se adaptando à linguagem da internet e trazem influencers para o reality. Além disso, você nunca está assistindo ao programa somente pela tela — há sempre uma segunda, como as redes sociais”, afirma.
Um bom exemplo de mídia não isolada é a live feita pelo influenciador digital Casimiro na Twitch, em que mostrou um react do novo documentário da Netflix O Caos Perfeito, que conta a história de Neymar. A live, que tinha a participação do próprio jogador, bateu o recorde de mais acessada da plataforma e, inclusive, a própria Netflix interagiu de forma simpática, afirmando que ele teria que colocar “Casimiro reage” como opção de idioma no documentário.
Isso mostra o quanto a arte vem mudando ao longo do tempo e, claro, sofrendo interferências de fatores externos. Um fato que, com toda a certeza, deixou um rastro de mudanças na história foi a pandemia do coronavírus. Com um gigante impacto no entretenimento ligado a shows e apresentações, a Covid-19 fez com que os formatos de shows fossem reinventados e, por consequência, ficassem mais exclusivos.
A Cattive Eventos, empresa que organiza eventos privados e, inclusive, organizou a vinda do ex-membro da banda inglesa One Direction, Liam Payne, à festa de 15 anos de uma brasileira, trabalha com a organização de shows mais exclusivos e intimistas.
“Não é barato, mas creio que essa seja uma tendência, o pocket show. Normalmente, é feito para quem quer ter uma celebração mais intimista e, mesmo assim, deseja uma boa atração”, afirma Camila Gurgel, proprietária da empresa.
Viajar é bom…consumir arte e entretenimento enquanto viaja é melhor ainda. Vendo esse setor como o futuro, algumas marcas de luxo passaram a usar isso a seu favor: oferecer uma experiência única e de luxo para seus clientes. Marcus Contin, jornalista e diretor da MCOMM Comunicação, estava aproveitando suas férias em dezembro de 2021, em Londres, capital da Inglaterra, quando recebeu um convite do hotel The Carlton Tower Jumeirah — em que estava hospedado — para um passeio chamado de “Christmas Experience”.
Em um carro de luxo, o jornalista conheceu as iluminações de Natal mais icônicas de Londres. “Nós passeamos por algumas ruas icônicas da cidade, como New Bond Street, Regent Street, em que estão as iluminações de Natal mais icônicas, bonitas e importantes da região”, conta Contin.
No carro, haviam nuts e uma taça de cristal com um Negroni. “O bartender do hotel foi até o carro e preparou o drink na hora para eu ir degustando enquanto conhecia as iluminações. Eles também perguntaram qual era meu estilo de música preferido para ir tocando ao longo do passeio.”
O motorista que levou o jornalista pelos pontos turísticos também explicou a história de cada lugar em que eles passaram e Contin também conseguiu parar e descer em alguns momentos em que teve vontade. Para o jornalista, a experiência foi única e garantiu um atendimento especial e exclusivo por parte do hotel em que estava hospedado.
*Matéria originalmente publicada na edição #259 da revista TOPVIEW.
Você precisa fazer o login para publicar um comentário.

source

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.