E-Sports

Com Wild Rift, Banco do Brasil amplia suas ações nos esports – The Enemy BR

wp header logo 632 Albânia 10

Acompanhe The Enemy
Imagem: Banco do Brasil
Banco está presente no cenário desde 2018 com ações para incentivar a comunidade gamer
O crescimento dos esports no Brasil trouxe para o cenário de esportes eletrônicos diversas marcas e empresas conhecidas do público geral que anteriormente não se conectavam com a imensa audiência dos jogos que é, majoritariamente, jovem.
Em 2021, um movimento massivo mostrou a chegada de mais organizações. De maneira diferente, o Banco do Brasil atua menos focado em ações pontuais e patrocínio de equipes e jogadores, mas criando projetos e parcerias nos esports desde 2018. Nesta segunda-feira (12), a empresa anunciou o seu torneio de League of Legends: Wild Rift, com premiação total de R$ 30 mil reais.
O The Enemy conversou com Antônio Mourão, gerente executivo, e Marcelo Nonnenmacher, gerente de soluções, ambos do Banco do Brasil, acerca das incursões da empresa no cenário de esportes eletrônicos.
Antônio Mourão (esq.) e Marcelo Nonnenmacher (dir.), do Banco do Brasil
O Banco do Brasil já é conhecido por seu investimento no esporte tradicional, principalmente no voleibol e em modalidades olímpicas, e o sucesso da empresa neste ramo os fez também abrir os olhos para o mundo virtual. “Os jovens hoje jogam muitos jogos, e foi um movimento quase natural olharmos para os esports como um investimento para os nossos clientes”, diz Antônio. “Criamos diversos produtos bancários, como cartões, seguros e consórcios gamers para educar financeiramente esses fãs desde cedo”.
“Estudamos muito o mercado antes de entrar nos esports”, comenta Marcelo. “Vimos algumas marcas e empresas entrando sem agregar valor à comunidade, apenas patrocinando uma equipe ou um campeonato. Criamos diversas ações que são mais do que algo apenas pontual, e sim ações que realmente investem no crescimento da comunidade e do ecossistema como um todo”.
Entre as diversas ações do banco nos esports, podemos citar o Stream Battle Banco do Brasil, o apoio a campeonatos como CBCS, organização de torneios como o BB Game Series de Wild Rift, o Squad BB (com Gaules, Ana Xisdê e Pimpimenta) e as palestras do Game Talks BB, que aconteceram em 2021. 
Para centralizar os esforços do Banco do Brasil, a empresa criou o site oficial “Tamo junto nesse Game” com as principais ações nos esportes eletrônicos. Campeonatos, promoções, produtos e conteúdo são disponibilizados de forma gratuita na plataforma para a comunidade.
“Não queremos ser uma empresa que o público olhe e fale ‘Eles só estão aqui para ganhar dinheiro’. O importante é estar com a comunidade e mostrar que os nossos planos são de longo prazo, para o futuro, e esperamos que eles nos vejam também como um parceiro em sua educação financeira quando chegarem à idade em que precisam escolher um banco e entender como tudo funciona”, diz Antônio Mourão.
A empresa não quer parar por aqui, e segue investindo em novas ações, como a organização do torneio BB Game Series de Wild Rift, campeonato com as principais equipes do país e chancelado pela Riot Games, anunciado nesta segunda-feira (12). 
“O próprio nome já diz, é o Banco do Brasil, então não tomamos partido de nenhuma equipe ou modalidade, e sim nos importamos com a comunidade como um todo, e continuaremos a investir tanto no público quanto no esport brasileiro”, finalizou Marcelo.
Confira se os campos foram preenchidos corretamente.
Ocorreu um erro inesperado. Por favor tente novamente.
* itens de preenchimento obrigatórios
Seu cadastro foi realizado com sucesso.
Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.

source

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.