E-Sports

LoL Esports "ainda não é lucrativo, e está tudo bem", conta Riot – Versus

wp header logo 557 Albânia 10

De acordo com a Riot Games, ainda existem muitos fatores necessários para criar um ecossistema para League of Legends competitivo
League of Legends Esports é, sem dúvida, uma das marcas que mais mudaram e moldaram o cenário de esportes eletrônicos mundial, não à toa, chega a mais uma conclusão de seu circuito com a aproximação da conclusão do Mundial de LoL de 2021. Porém, para a Riot Games, LoL Esports "ainda não é lucrativo" e, ainda assim, "está tudo bem".
Em entrevista ao portal norte-americano The Washington Post, John Needham, head de esports da Riot Games, elaborou sobre o assunto e também sobre o impacto real do contexto pandemia na promoção de experiências e, principalmente, eventos presenciais para o público geral como competições.
Quando tendo números comparados aos gerados por ligas esportivas tradicionais como basquete na NBA e lucro, por exemplo, Needham afirma que "gostamos de nos chamarmos de o futuro do esporte. É o que acreditamos que estamos construindo".
Ainda de acordo com o executivo, mesmo após dez anos de história com LoL Esports, o objetivo ainda não alcançado é fazer de esports para League of Legends o seu próprio negócio, com foco em fazer times serem lucrativos para si e não apenas "encherem os cofres da Riot". "Se não conseguirmos fazer tudo ser saudável para times, marcas e patrocinadores, não vamos durar muito", conclui.
Needham complementou a entrevista comentando sobre o retorno de eventos presenciais, com torcida e mais público, afirmando "não estar no controle de quando os fãs poderão visitar eventos novamente. Estamos ansiosos para ter nosso público de volta, mas só o faremos quando soubermos que é seguro para todos os envolvidos". A resposta foi embasada em uma declaração que envolvia o anúncio do Mundial de 2022 passar por quatro cidades norte-americanas em 2022, primeiro na região desde 2016.
A grande final do Mundial 2021 acontece neste sábado (6), a partir das 9h, em Reykjavík, Islândia. A decisão será definida em uma série melhor de cinco entre a sul-coreana DAMWON Gaming e a chinesa EDward Gaming. Veja mais no guia completo da competição.
RiotX Arcane promete uma experiência imersiva em todos os jogos da desenvolvedora: League of Legends, Wild Rift, Legends of Runeterra, Teamfight Tactics e Valorant
Veja tudo que já foi publicado e lançado da nova versão da atiradora com imagens, splash-arts e mais
Nem nunca vai ser. Monopolizar os campeonatos e não apoiar outros simplesmente impede que coisas novas surjam ou que o cenário cresça de maneira orgânica. Vai ficar sempre dependente da RIOT, que vamos combinar, tá mais preocupada em vender skin. <br /> <br /> Hoje ta rolando o campeonato mais importante de CS, mas além dele, existem pelo menos uns 10 campeonatos grandes anualmente, com boas premiações. E levou anos pra isso acontecer. <br /> <br /> Não sei o que faz a RIOT achar que fazendo o que ela faz, terá algum sucesso. Esse esquema de "franquia", pode funcionar no EUA, onde existe um ecossistema pra isso. Mas não quer dizer que isso vai vingar nos esports.
Mais Reportagens
Recomendados
Descubra guias

source

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *