E-Sports

LoL | Rensga conversa com Minerva e Anyyy para CBLoL 2022 – ESPN.com.br

wp header logo 439 Albânia 10

Você está na Edição Brasil. Para acessar edições de outras regiões, clique aqui.
O finalista do CBLoL continua em sua busca por reformulação para o ano de 2022. Com a saída dos coreanos Yuri e Croc, a Rensga Esports viu um buraco em seu elenco e foi ao mercado em busca de novos rostos para a organização de Goiânia.
Agora você vai poder assistir a todos os conteúdos da ESPN ao vivo quando e onde quiser no Star+. Um novo jeito de ver esportes. Assine já.
As rotas de selva e meio devem ser preenchidas com as contratações do caçador Gustavo “Minerva” e mid laner Ruan “Anyy”. Segundo apurou o ESPN Esports Brasil e também o portal M.GG, ambos os jogadores deverão integrar o time de Goiás para 2022, assim como Ayel, top laner e a dupla de coreanos que farão a composição da rota inferior.
Grandes amigos fora dos campos da justiça, o caçador e mid laner já estiveram juntos antes, ainda no ano de 2020, pela FURIA, durante apenas uma etapa. Nessa ocasião, a equipe alcançou o terceiro lugar na fase regular e acabou perdendo por 3 a 0 para o Flamengo nas semifinais da competição.
Ainda no mês de outubro, o mid laner da FURIA já havia deixado claro que, apesar de estar sob contrato com a organização, encontrava-se livre para conversar com outras equipes e ouvir novas propostas para o futuro de sua carreira.
Em contato, a organização afirmou que não irá falar sobre o assunto e só o fará no momento de divulgação da escalação oficial.
Em pausa desde o mês de agosto de 2020, Minerva foi campeão do CBLOL de 2014 pela KaBuM! Esports em uma campanha memorável até hoje, a época jogando como atirador. Além disso, mais recentemente, venceu o Circuito Desafiante pela paiN Gaming.
Já Anyy sempre foi mid laner e tem um histórico muito menos rodado, nunca tendo trocado de time desde que começou a sua carreira. O mid laner até representou outras “tags” dentro do jogo, mas todas eram partes da mesma diretoria, sendo apenas alteradas por conta de “rebrandings” que foram realizados pela organização.

source

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *