Sobre Produtos

Como escolher o mouse certo

Muitas pessoas não dão a devida atenção para o mouse, mas em muitos casos deveriam. A variedade de modelos é enorme e eles podem custar desde R$ 50 a mais de R$ 1 mil.

A diferença de preço não existe por acaso. Alguns modelos mais novos apostam em alta tecnologia para facilitar a vida dos usuários. Outros fabricantes investem em pesquisa e desenvolvimento para entregar modelos mais ergonômicos ou compactos.

Com fio ou sem fio?
No passado, mouses sem fio pecavam por dois problemas: a bateria não era muito duradoura e o tempo de resposta, especialmente para games, deixava a desejar. Esses problemas ficaram no passado e hoje eles são uma alternativa prática e viável para qualquer usuário.

Em alguns modelos a carga de bateria pode durar um ano inteiro. Além disso, eles são a melhor escolha para quem se desloca bastante ou faz apresentações: o mouse pode ser utilizado a uma distância de até 10 metros da base, o que lhe dá muita liberdade.

Conexão via radiofrequência ou Bluetooth?
Quanto à forma de comunicação do mouse com o PC os modelos sem fio podem ser de radiofrequência (RF) ou Bluetooth. Os do tipo RF são mais fáceis de configurar, mas ocupam uma das suas entradas USB. Além disso, também estão mais sujeitos a interferências.

As versões mais novas dialogam com o PC via Bluetooth. Nesse caso, um mesmo mouse pode ser compartilhado com mais de um computador e a bateria pode durar mais de um ano. Uma vez que tudo esteja configurado, certamente você não vai querer um modelo de outro tipo.

DPI: quanto mais alto melhor?
DPI é uma sigla em inglês para dots per inch – “pontos por polegada”. A diferença está no tempo que você leva para percorrer um ponto a outro da tela. Em um display com resolução 4K, por exemplo, um mouse de 400 DPI precisa de 25 centímetros de espaço na mesa para ir de uma ponta a outra da tela.

Já o mouse de 3000 DPI precisa de apenas 4 centímetros para fazer isso. Portanto, para resoluções mais altas e telas maiores, quanto maior o número de DPI do mouse, melhor. Gamers e designers devem estar atentos a isso. Para a maioria dos usuários, entretanto, qualquer modelo entre 800 e 3200 DPI é suficiente.

Convencional ou ergonômico?
Muitas pessoas desenvolvem lesões por esforços repetitivos em função de passarem muito tempo com o mouse nas mãos. Para minimizar esses danos muitos fabricantes desenvolveram mouses ergonômicos, que se adaptam melhor à curvatura das mãos.

É o caso dos mouses Logitech MX Ergo Trackball e Logitech MX Vertical. Ambos foram desenvolvidos sob medida para quem força muito o punho repetidamente. Eles podem ser um alívio e proporcionar mais conforto para o usuário sem custar muito mais por isso.

Uso principal: gamer, viagem ou dia a dia?
Por último, mas não menos importante, considere a utilização principal do mouse no dia a dia. Para quem joga bastante os modelos gamers trazem vantagens significativas, como configurações de teclas macro e maior precisão nos cliques.

Já para quem viaja bastante, há mouses compactos mais leves e menores que ocupam pouquíssimo espaço na mochila, porém eles podem ser desconfortáveis para uso prolongado. Nesse caso, para o dia a dia do escritório, prefira os modelos mais ergonômicos e que apresentem uma boa relação custo-benefício.


Seja qual for o seu modelo preferido, você encontra os melhores modelos de mouse na ALBÂNIA 10.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *